C.S.I Patracola – Relatório Blá Blá Blá

by barbeirodapatracola


Relatório: BLÁ, BLÁ BLÁ
Investigado: KIM JONG PEREIRA
Local: Patracola
Data: top secret
Inspetor: Horácio

06ed5-bla_bla_bla2Conforme a missão que fui incumbido, a de analisar a performance oratória do kamarada King Jong-Pereira da Patracola, dou a minha missão por concluída após fazer o levantamento da verdade dos factos.

Nesta Patracola tudo está escondido e não foi fácil de todo encontrar os indícios do método utilizado para falar horas e horas e nada dizer.

Como estou a ficar um pouco fora de forma, já me custa um pouco saltar muros e andar empoleirado tive desta vez de contratar dois patracolenses romenos de gema.

O Ilya Saulescu e a Marica Dimitru. O primeiro um jovem atleta musculado, praticande de culturismo a segunda uma valorosa hacker informática.

Então é assim …

O Ilya pendurou-se na varanda do 1º andar e montou um periscópio que lhe permitia observar a janela do 2º andar da casa de Kim Jong-Pereira.

Viu o investigado a falar para o espelho e com um papel na mão. Suspeitámos logo que o referido documento seria uma cartilha cedida pelo kamarada Fidel Barbudo ou do Maduro do Pitrol.

Como o periscópio tinha pouca resolução e não dava para ver que documento se tratava, tivemos de aceder ao computador pessoal do suspeito e sacar o documento.

Foi aí que entrou a Marica Dimitru e ultrapassando anti-virus, firewalls e mais uma série de seguranças conseguiu chegar ao valioso documento.

Afinal não era um documento dos autores que suspeitávamos mas uma colecta de oratórias do bispo Edir Macedo da IURD.

Esta missão deu uma trabalheira do caraças mas estou contente por ter descoberto a fonte de inspiração do Kim Jong-Pereira para os seus discursos enfadonhos de horas e horas sem nada dizer.

Segue em anexo.

Esta missão pela necessidade de contratação de dois valorosos patracolenses romenos vai sair-te mais cara pelo que vou mandar aí à barbearia a minha nova amante brasileira, a Lurdinhas (esta não é da Patracola) que é baiana. Por favor mete 200 euros num envelope e entrega-lhe.

Aqui vai o manual referido:

falarProntos, caro patrão… Vê lá se te lembras que não me aumentas à mais de 3 anos e estas putas destas missões cada vez estão mais difíceis.

Já começa a ser extremamente difícil encontrar na Patracola kamaradas que se disponham a dar com a língua nos dentes a troco de ums copos ou de uns convites para um porco no espeto.

Não sei sinceramente como é que os gajos conseguem ter tantos bufos e informadores espalhados pela Patracola a troco de nada.

Bem, mas isso é outro assunto… se continuo a falar nisto ainda me encarregas de descobrir isso e baixas-me o ordenado.

O teu fiel Horácio. O detective que tudo descobre.

Anúncios