C.S.I Patracola – Escuta Telefónica – Atentado ao Partido

by barbeirodapatracola


gov-wiretappingMeia Leka: Tá Saulov,? É o meia, o Osúrio… Epá tens de ter paciência…
Tens de ficar hoje aqui na loja do PC da Patracola não vão os fascistas tomar isto de assalto

(Saulov meio ensonado ralha lá do outro lado do telelé… que merda sou sempre eu… o Evaristoff, o Vicktor Bufowsky, o Vicktor Velhowsky falam muito no partido mas sou sempre eu … São os primeiros a encher a “mula” mas para estas merdas só se lembram de mim)

Saulov: Então mas que aconteceu? Os facistas tomaram aquilo de assalto, uma bomba, o que foi?
É preciso ir armado ou convocar mais camaradas?

Meia Leka: Calma Saulov… foi uma merda do caraças… mas… calma!

Saulov: Conta-me rapidamente. Dasse… nos tempos do PREC era mais novo e aguentava-me bem, mas vocês com essas merdas agora dão cabo de mim.

Meia Leka: Camarada! Sabes a consideração que temos por ti. Entre nós dois não há nem nunca houve segredos pois não? Tu contas-me o que sabes e eu fecho-me em copas.

Saulov: Claro Jonny. Já nos conhecemos há muito tempo e sempre estivemos na luta com toda a confiança.

Meia Leka: OK! Então vou-te contar a história mas se te perguntarem alguma coisa diz que foram os fascistas que destruiram a nossa montra.
A verdade é que a 1ª dama do “Seringas mil empregos” vinha na sua carrinha Mercedes e como a carrinha tem um focinho que nunca mais acaba meteu-se no nosso cruzamento.
Eu bem lhe disse para não dar nas vistas e comprasse um carro que se identificasse mais com o proletariado, mas sabes…. a vaidade … o Emidowsky tinha uma, ele também teve de comprar…
Vinha um tipo de cima e ao desviar-se para a esquerda onde é que havia de bater? No único partido de esquerda da Europa.
Partiu a montra e agora o nosso bastião está vulnerável aos ataques dos fascistas.
Perigo de roubo, como sabes não há porque não há disso em Alpiarça, como nós dizemos.
Mas se os gajos assaltam isto à cata de documentos do tempo das ocupações das UCP’s pode ser uma grande merda.

Saúlov: É uma merda. Já estava a dormir a recuperar do esforço que tive hoje nas vigilâncias e agora fazes-me ir para ai. Porra! Qualquer dia mudo-me definitivamente para um partido mais calmo. Para os verdes ou assim! Só não mudo por ser do glorioso.

Meia Leka: Vá-lá Saulov, em nome da nossa grande amizade e dedicação ao PCP tens de ter paciência. Estou aqui à tua espera.

Saulóv: Prontos! Já tou calçado é só pôr a pochete à tiracolo e daqui a 5 minutos já tou aí.
Mas olha, desta vez não pode ser só um almoço que à noite há horas extraordinárias a pagar.

Meia Leka: Combinado! Desta vez, quando formos almoçar podes pedir sobremesa e um digestivo.
Eu coloco nas contas do partido como tendo convidado mais um camarada e fica tudo entre nós.

Saulóv: Assim está bem. No outro dia falei com o Horácio e ele disse-me que na Barbearia pagam muito melhor a homens como nós. Sabes que em todos estes anos nunca falhei, mas chega uma altura em que um homem se põe a pensar…

Meia Leka: Desliga Saulov, desliga, acho que estão a escutar as nossas conversas… Esse cabrão desse Horácio consta que anda a fazer escutas por todo o lado. Já anda dois passos à nossa frente e sabe mais do que devia. Telemovel só em ultimo caso! BIP-BIP-BIP-BIP-BIP-BIP…

Anúncios