Clube do Milhafre – O presente envenenado

by barbeirodapatracola


Snowwhite-disneyscreencaps.com-12992Ser Barbeiro nesta terra tem vantagens. São muitos e muitas a sentarem-se na cadeira da barbearia que vão contando as suas mágoas. Ao Barbeiro compete apenas juntar todas as histórias, eliminar as que não batem com a perdigota, e escrever a história com as outras. A confirmação é dada pela própria comunicação social, o Murmurante.

Com quase 100.000 euros de dívidas, e um défice mensal de 500 euros entre o que é receita e a despesa, quem formar Direcção no Clube do Milhafre da Patracola para os próximos 2 anos, vai ter muitas dores de cabeça. Não basta já estar debaixo da critica e desconfiança dos sócios, e ainda vai ter que levar com os fornecedores, seccionistas e empregados a queixarem-se da falta do graveto.

Concordamos que deva ser um rapaz novo sem vícios políticos a liderar a Direção. A possibilidade do filho do Pinhowsky encabeçar a Direção é vista com bons olhos pelos clientes desta Barbearia. É uma excelente oportunidade de começar um percurso politico, ups, desculpem, um percurso desportivo, ups, desculpem, um percurso no associativismo. O facto de ser um presente envenenado que estão a dar ao rapaz é irrelevante.

Entretanto, outras notícias têm chegado através dos nossos clientes. A última, que já foi confirmada por mais 2 clientes, é a famosa dívida que o Milhafre tinha ao Kajó dos tempos do Miranda do Inferno, e que quando o Kajó entrou na Direção seguinte trataram de imediatamente lhe pagar. Pagaram ao atual nº2 da Câmara da Patracola, mas não pagaram a um seccionista xuxialista que ainda está à espera de receber o dele. Depois não querem que se diga que na Patracola, os comunistas são os filhos, e os outros são os enteados. Eis um bom exemplo de quem é o nº2 desta parvalheira.

Mas o Murmurante consegue ser ainda mais surpreendente na notícia, porque fala de uma dívida de 15.000 euros que vem dos tempos do Miranda do Inferno, mas não fala da dívida que foi criada depois do Miranda do Inferno. Sim senhora, um trabalho jornalístico recheado de isenção e investigação jornalistica.

Nesta sexta-Feira dia 10 de Abril, é possível que seja decidido o futuro do clube. Por aqui, fazemos figas que mandem a politica às urtigas e que ponham o nosso clube no rumo certo.

A Redação da Barbearia

 

Resultados finais da grande sondagem do Barbeiro da Patracola

sondagem1

 

Saul Feiowsky é o preferido dos patracolenses para ser Presidente do Clube do Milhafre, surgindo com 47% dos votos (maioria absoluta). Infelizmente não é sócio e não poderá fazer parte da Direção.

A Troika feminina de kamaradas surge em segundo lugar, mas muito afastada do Saul. Infelizmente, nenhuma delas é sócia do clube, pelo que não chegam sequer a ser opções para integrar qualquer lista que surja.

O Pacheco Eucalipal é o terceiro. Mais um que não é sócio e pelo que nos disseram recentemente também já entregou o cartão de militante.

sondagem2

 

Dos que não são komunistas e por isso não são elegíveis, Distinto Alminha é o grande vencedor. É uma pena, porque se ele fosse para Presidente, o Clube do Milhafre iria ter gás e gasóleo de borla durante os próximos dois anos de mandato.  Pelo menos, é isso que ele tem afirmado que prometia caso ganhasse as eleições.

Kiko Cunha, é o grande derrotado, porque fica em segundo depois do Distinto Alminha. Nem a promessa de substituição de sumos por vinho do Pinhal da Torre para os atletas e a erradicação de komunistas do clube, convenceu os eleitores a votarem nele nesta sondagem.

Anúncios