Espaço dos patracolenses – politica patracolense

by barbeirodapatracola


1373026468_zepov_imgNetNão sei, nem me interessa quem escreveu este post, mas vindo do “Barbeiro” as pessoas até poderiam pensar que é tudo inventado.

Porém o que aqui é dito é verdade.

A divulgação e as comemorações do mês de Abril deste ano foram uma lástima, porque das duas uma: ou os camaradas pensam que lá por ganharem as eleições podem fazer uma coisa qualquer e toda a gente vota neles e os eterniza no poder, ou então como pensam que são donos do 25 de Abril estão-se “cagando” (não censurar por favor) para os outros que são tão ou mais democratas do que eles.

Este ano não não houve: MÊS DE ABRIL, MÊS DA LIBERDADE com um mês recheado de eventos dedicados a Abril. Não houve programa atempado das comemorações nem do 2 de Abril nem do 25 de Abril, os programas saíram à própria da hora, espalhados pelos cafés e pouco mais. Mesmo o sr. presidente que é tão lesto a colocar no Facebook as suas fotos, só meteu os programas na véspera ou ante véspera do 25 de Abril e este ano nem se dignaram sequer em enviar um convite por mail como fazem em anos atrasados. Mandaram uma espécie de nota de imprensa para divulgação e comparência, mas apenas para alguns felizardos, porque o resto é plebe e só precisam de nós na hora das eleições.

Para finalizar, as Comemorações de Abril costumavam ser uma iniciativa da Assembleia Municipal, onde antigamente até era lido um discurso único aprovado na própria assembleia municipal.

Agora a figura principal da Assembleia Municipal, que devia ser o seu presidente é completamente abafada porque é o primeiro a falar, depois botam discursos os outros todos e por fim o Sr. Presidente de Câmara que é simultaneamente o Chefe da Bancada da CDU na Assembleia Municipal, faz um discurso à Fidel de quase meia-hora, convencido que está a recrutar mais meia-dúzia de camaradas, tudo mentira, porque os camaradas que aparecem em todas as iniciativas da CDU são sempre os mesmos (basta ver as fotos) e estão fartos de ouvir a mesma cassete.

Quanto à afirmação de que Mário Pereira para além de Presidente de Câmara é líder da Bancada da CDU, basta perguntarem o que costuma acontecer nas assembleia municipais, o Prof. Rambo da Fusca concede-lhe sempre a palavra para ele dar a sua opinião sobre o sentido de voto da CDU a dar às moções e se dúvidas houver até fazem intervalinhos para debateram a posição a tomar.

A vergonha das vergonhas é que numa das últimas Assembleias Municipais, quando a líder de bancada declarou que a CDU não aceitaria voltar a votar um ponto que já tinha sido aprovado, houve uma completa reviravolta, porque o o Dr. Mário Pereira como não tinha sido interpelado pela oposição e instado a falar nesse ponto e a fazer o seu discurso de meia hora para a casa que estava cheia, disse que estavam a ser vítimas de um truque e então a “líder” (de nome) da bancada deu o dito por não dito, voltaram a discutir um ponto que já tinha sido aprovado (desafiem-me a dizer quando e onde é que uma coisa destas já se viu), o Dr. Mário Pereira lá fez o seu discurso para a casa cheia, deixou umas perguntas por responder à oposição (como já vem sendo hábito) e lá voltaram a votar, tendo-se obtido a mesma ou votação muito semelhante.

Só é pena que a essa hora da madrugada o repórter do Mirante não estivesse já presente, porque senão, mais uma vez Alpiarça seria notícia e chacota de 1.ª página, pelo péssimo serviço que a bancada da CDU presta a quem neles votou.

Para finalizar nem o prof. Rambo da Fusca tem mão e estofo para presidir a um órgão com a importância de uma Assembleia Municipal, nem infelizmente a “líder de bancada” tem uma verdadeira bancada que a possa ajudar, tudo gente muita “fraquinha.”, porque alguém que preste não está para estar em reuniões até às tantas da madrugada e depois ainda ir dar o míserável dízimo ao PCP (mesmo que sejam desempregados) como deputados que eles lá têm que são ex-empregados da fábrica do leite. Na hora de paga, toca a pagar e pagam todos. Quem não paga, RUA!

O que lhes vale é que a oposição também tem um grande trabalho pela frente, nomeadamente escolher os próximos cabeças de lista à Câmara, à Assembleia de Municipal e à Junta de Freguesia e por amor de Deus, se querem ao menos manter um vereador não me escolham o eletroténico nem o advogado neto e filho dos antigos herdeiros de José Relvas e donos de boa parte de Alpiarça, para cabeça de lista à edilidade.

Nota da Barbearia: Os comentários escritos de forma séria, desde que tenham qualidade e mesmo que sejam politiquices, terão sempre um espaço reservado na nossa barbearia.

Anúncios