Cliente da Barbearia ataca os Cangalheiros da Patracola

by barbeirodapatracola


12743678_952506604785456_7196679758781446465_n

Sr. Barbeiro, muito agradecia que publicasse este meu grunho de revolta em relação a esse grupo de malfeitores da Patracola que teimam em perpetuar o Enterro do Galo.

Reza a história que o Enterro do Galo, foi uma atividade muito prezada e aguardada anualmente pelos patracolenses, porque nesses tempos do Salazar mal podiamos abrir a boca por receio dos agentes da PIDE. Era assim uma oportunidade de uma vez no ano, dizer-se umas verdades e umas indiretas ao regime tantas vezes personificando o nosso ódio na vizinha que tinha levado um par de cornos. Atacávamos o regime disfarçadamente quando os agentes da PIDE pensavam que satirizávamos com o infortúnio dos outros patracolenses.

Agora reapareceram estas aventesmas do passado teimando em fazer do Enterro do Galo uma coisa com pernas para andar. Haja alguém que lhes diga que a fórmula está gasta e não tem já qualquer interesse. Hoje, além das Quintas das Celebridades onde se passeiam as maiores vacas de Portugal, podemos passar pelo feicebukas e ficamos logo a saber que a cachopa do Milhafre já meteu outro par de cornos a outro. E é ela própria que se confessa pelo que nem precisamos de decifrar os enigmas.

Senhores cangalheiros do Galo, vão é tomar conta das vossas galinhas que algumas delas andam com cara de quem precisam de ser galadas, e enquanto vocês andam por aí nas ruas a fazerem figuras tristes com lençóis enfiados pelo cornadura abaixo, as vossas galinhas enfiam-se pelos lençóis com frangos que mal saíram do ovo.

Basta ver as pessoas que foram assistir à leitura dos versos ao Milhafre. Uma sala quase vazia para ouvir os mesmos versos do antigamente. Estes cangalheiros do galo nem para fazerem novos versos que rimem têm habilidade, uma tristeza. Bem fez o Rosa do Céu que deixou de dar dinheiro para um grupinho de pichas mortas ir apanhar uma barrigada de galo no tacho e apanharem uma bebedeira com vinho da Agropatracola.

Anúncios