Excursão de Patracolenses a Évora

by barbeirodapatracola


Recentemente numa nova página do Facebook intitulada Patracola – Politica Local, apareceram vários comentários a criticar a ida dos nossos autarcas num passeio da 3ª idade. Uns criticaram porque iam mamar o almoço no Fialho em Évora à conta dos patracolenses, outros porque não tinham idade para irem naquela excursão e outros até que se queixavam porque queriam ir e já não tinham vaga. Já que a administradora da página Patracola – Politica Local (quem pensa que é um homem, desengane-se) desta página não me deixa lá comentar, resta-me vir para aqui ditar a minha opinião.

14906958_1316214131742955_3115714282303176805_n

A mim parece-me que os autarcas da Patracola estão muito bem nesta fotografia.  E já era tempo de abrirmos as nossas mentes e perceber que idade das pessoas não é necessariamente aquela que está nos cartões de cidadão. E vou demonstrar-vos que nesta fotografia não temos nenhum autarca patracolense que não estivesse em condições de ir passear à custa dos palermas (nós). A ver vamos, da esquerda para a direita:

  • Jota das Mines – Dizia o meu avó Inácio que a idade das pessoas não se vê pelos dentes, mas sim pela quantidade de bebida que cada um consegue engolir. Ninguém conhece uma pessoa com 25 anos que consiga beber mais do que 2 litros de vinho, mas todos nós conhecemos pessoas que trabalham no campo com mais de 70 anos que bebem mais do que um garrafão de 5 litros por dia sem cair para o lado. O kamarada Jota das Mines, pelas minhas contas deve estar com 134 anos.
  • Fedorova Lobicão – O único trabalho que a nossa presidenta de junta tem é arrancar as ervas dos cemitérios da Patracola e organizar o mapa de quilómetros percorridos pelo autocarro da Patracola para o Vale da Cigana. Se fazer um mapa em papel quadriculado a régua e esquadro já é um desafio do outro mundo, o estado lastimável em que se encontra o cemitério do centro da vila da Patracola (vão lá ver) é bem demonstrativo da sua capacidade para trabalhar. A sua presença nesta excursão tem todo o sentido, porque é politicamente correto andar próximo dos futuros utentes destas infraestruturas patracolenses.
  • Kim Jong-Pereira – Este é o mais velho de todos. É contemporâneo de Karl Marx por isso tem a bonita idade de 198 anos. Vive num estado vegetativo desde o dia 25 novembro de 1975 sendo mantido em vida artificial através de injeções diárias atrás da orelha dadas pelo seu secretário Meia-Leca Osoriov. Nos últimos tempos ainda deu alguns sinais de consciência mas sempre que abria a boca era para mandar os patracolenses pró karalho.
  • Kajó – Espera-se que venha a ser o futuro Presidente do Núcleo Cicloturistico da ARPIKA a partir de setembro de 2017, data em que os patracolenses o vão desmontar do selim da autarquia. Nunca ninguém imaginou que alguém que dava 15 erros nos ditados da primária chegasse a vice-presidente da Patracola, mas a vida tem destas coisas.
Anúncios