Barbeiro da Patracola

afiam-se as navalhas e penteiam-se os pintelhos sem tabús. Qualquer semelhança com a realidade é uma triste coincidência

Month: Outubro, 2016

Excursão de Patracolenses a Évora

by barbeirodapatracola

Recentemente numa nova página do Facebook intitulada Patracola – Politica Local, apareceram vários comentários a criticar a ida dos nossos autarcas num passeio da 3ª idade. Uns criticaram porque iam mamar o almoço no Fialho em Évora à conta dos patracolenses, outros porque não tinham idade para irem naquela excursão e outros até que se queixavam porque queriam ir e já não tinham vaga. Já que a administradora da página Patracola – Politica Local (quem pensa que é um homem, desengane-se) desta página não me deixa lá comentar, resta-me vir para aqui ditar a minha opinião.

14906958_1316214131742955_3115714282303176805_n

A mim parece-me que os autarcas da Patracola estão muito bem nesta fotografia.  E já era tempo de abrirmos as nossas mentes e perceber que idade das pessoas não é necessariamente aquela que está nos cartões de cidadão. E vou demonstrar-vos que nesta fotografia não temos nenhum autarca patracolense que não estivesse em condições de ir passear à custa dos palermas (nós). A ver vamos, da esquerda para a direita:

  • Jota das Mines – Dizia o meu avó Inácio que a idade das pessoas não se vê pelos dentes, mas sim pela quantidade de bebida que cada um consegue engolir. Ninguém conhece uma pessoa com 25 anos que consiga beber mais do que 2 litros de vinho, mas todos nós conhecemos pessoas que trabalham no campo com mais de 70 anos que bebem mais do que um garrafão de 5 litros por dia sem cair para o lado. O kamarada Jota das Mines, pelas minhas contas deve estar com 134 anos.
  • Fedorova Lobicão – O único trabalho que a nossa presidenta de junta tem é arrancar as ervas dos cemitérios da Patracola e organizar o mapa de quilómetros percorridos pelo autocarro da Patracola para o Vale da Cigana. Se fazer um mapa em papel quadriculado a régua e esquadro já é um desafio do outro mundo, o estado lastimável em que se encontra o cemitério do centro da vila da Patracola (vão lá ver) é bem demonstrativo da sua capacidade para trabalhar. A sua presença nesta excursão tem todo o sentido, porque é politicamente correto andar próximo dos futuros utentes destas infraestruturas patracolenses.
  • Kim Jong-Pereira – Este é o mais velho de todos. É contemporâneo de Karl Marx por isso tem a bonita idade de 198 anos. Vive num estado vegetativo desde o dia 25 novembro de 1975 sendo mantido em vida artificial através de injeções diárias atrás da orelha dadas pelo seu secretário Meia-Leca Osoriov. Nos últimos tempos ainda deu alguns sinais de consciência mas sempre que abria a boca era para mandar os patracolenses pró karalho.
  • Kajó – Espera-se que venha a ser o futuro Presidente do Núcleo Cicloturistico da ARPIKA a partir de setembro de 2017, data em que os patracolenses o vão desmontar do selim da autarquia. Nunca ninguém imaginou que alguém que dava 15 erros nos ditados da primária chegasse a vice-presidente da Patracola, mas a vida tem destas coisas.
Anúncios

Comunicado do Presidente da Patracola, também conhecido pelo Rei do Lixo

by barbeirodapatracola

kimCamaradas patracolenses,

Chega de reclamar por causa do LIXO. O LIXO é o resultado da nossa feliz existência. Se não fizéssemos LIXO era sinal que já estávamos no Vale da Cigana, por isso calem-se com essas queixinhas e vivam a vida, ou como diz o meu primo Ricky Martin: “Livin la vida loca, Come on…”

Todos nós fazemos lixo quando comemos. E comer é tão bom, não é? Já viram a minha pança? É uma pança de comunista e tenho muito orgulho dela.

E também fazemos lixo porque cagamos. Vocês sabem que cagar é bom porque limpa o organismo e tem um efeito desintoxicante. Eu por exemplo, cago muito, porque ando sempre no petisco porque ser Presidente da Patracola desgasta muito e tenho que recuperar as energias e como uso papel de dupla folha, faço mais lixo do que é normal. Mas ando sempre com o rabinho limpinho, porque vocês merecem ter o melhor e mais cheiroso Presidente que a Patracola já teve até agora.

Mas também fazemos outros tipos de lixo. Por exemplo, fazemos LIXO quando fazemos sexo. Eu recomendo que usem preservativos, porque assim evitam um baby boom na Patracola. Vocês sabem que a Patracola está pelas costuras e não aguenta mais crianças a correr pelas ruas. As crianças fazem muito barulho e incomodam os nossos velhinhos que gostam de dormir a sesta. E depois se houverem muitas crianças na Escola, também temos que fazer mais comida nos refeitórios, e mais comida significa mais LIXO. É uma pescadinha de rabo na boca. E por falar em pescadinha, já viram o lixo que os peixes da Patracola fazem na Barragem? Deixam a água toda verde.

Já perceberam agora o meu dilema? Isto de ser Presidente da Patracola não está ao alcance de qualquer um. Só os melhores aqui chegam e sou o melhor que vocês poderiam ter.

E não me chateiem mais com o lixo se não faço o que fiz ao vereador do TPA. “IDE-VOS Todos Pró Karalho”

Saudações estalinistas

Kim Jong-Peneiras, o vosso querido líder

Os amigos são para as ocasiões

by barbeirodapatracola

unnamedUm Kamarada nunca abandona outro e os nossos, com o dinheiro que é do povo, são muito, mas mesmo muito… GENEROSOS

O kamarada Dr. Madeira Lopes, ilustre advogado e ex-deputado do grupo melancia do parlamento ficou desempregado e não vive do ar.

Agora nada de preocupações patracolenses com as poluições da vala ou com o charco da Patracola, com as lixeiras que existem a céu aberto com frigoríficos, máquinas de lavar, entulhos, em zona de RAN ou REN (reserva ecológica).

Na Patracola já não existe poluição. Só advocacia e litigância.

Como dizia o Tony das Guitarras, agora eleito para a ONU, quando não atinava com o número que pretendia transmitir aos jornaleiros, “nada como fazer as contas”.

Quase 2000 paus por cada mês, vezes 8 anos (96 meses) por uma avença é algo que qualquer advogado “fascista” não desprezaria.

É SÓ FAZER AS CONTAS … (Recomenda-se calculadora que o resultado é bem GRANDE)

Sancho Pança, o Embaixador da Patracola

by barbeirodapatracola

czech-marionettes-sancho-panza_czech_marionettes_30-192aO Jornal Murmurante desta semana dedicou um espaço ao Professor Rambo onde o refere como figura decorativa da Patracola.

Não nos parece justa esta avaliação do jornal Murmurante. O Professor Rambo é muito mais do que uma figura decorativa na Patracola. Ele é sim, um Sancho Pança da Patracola. Onde há almoçaradas e petisco à conta do Zé Povinho, está lá.  Pode não ser grande coisa como politico, mas é um excelente Embaixador da gastronomia patracolense.

loiro

 

A geringonça do Zé d’Elvas

by barbeirodapatracola

modern-times-8

Na casa-museu do Zé d’Elvas há uma máquina gigante debaixo das arcadas do edificio, junto ao poço mas que ninguém sabe para o que serve. Dizem que foi comprada para climatizar o edifício mas que nunca foi ligada porque descobriram que afinal a máquina é prejudicial às obras de arte do museu. Uns dizem que quem comprou a máquina estava bêbado e depois há as más línguas que dizem que foi um esquema para encher os bolsos de alguém. Aqui na barbearia não acreditamos porque sabemos que todos os camaradas são sérios.

Neste verão, alguns camaradas tiveram a ideia de que aquela máquina daria um bom ar-condicionado para instalar no pavilhão do Ribatejo na festa do Avante Camarada. Então pediram ao Vereador das Bicicletes que foi para lá estudar a máquina. No fim de 2 dias e 2 noites a estudar a geringonça, fez o seguinte relatório:

“Camarada Kim Jong-Pereira, 

Estive dois dias a olhar para a máquina e ela não se mexeu. Tudo indica que se encontra avariada. Recomendo que se contrate um camarada especialista de Lisboa para dar um parecer.

Saudações revolucionárias,

K.J.”

De imediato (imediato corresponde a 3 meses depois, no ritmo pachorrento do nosso Presidente),  o camarada Kim Jong-Pereira solicitou um parecer ao Kumité que sugeriu que levassem a máquina para a Festa do Avante porque os maiores cérebros do universo estariam lá na Festa e poderiam até dar uma opinião.

Infelizmente os voluntários da JCP (Juventude dos Camaradas da Patracola) não conseguiram acordar a horas por terem passado a noite a curti-la, e o camião que tinha sido enviado para carregar a máquina teve que voltar para trás.

Aviso da Barbearia: Esta é uma história de ficção, mas já que falámos no assunto, aproveitamos para pedir aos amigos patracolenses darem ideias para o destino a dar à maquina. A nossa sugestão é que a geringonça vá para o gabinete da presidencia da Patracola para tirar o cheiro a mofo.